Sustentabilidade aplicada em Embalagens Inteligentes

Para fechar o ciclo, hoje vamos falar sobre o terceiro e último conceito que fundamenta a atuação do Smart Packaging: a Sustentabilidade. Trata-se de um tema amplamente discutido e contemplado em estratégias de grandes empresas, isso porque há uma tendência latente por parte do consumidor em exigir das companhias – que, hoje, possuem forte influência no desenvolvimento – um posicionamento relevante frente a grandes problemas que a sociedade enfrenta.

Sustentabilidade no Smart Packaging.
Sustentabilidade no Smart Packaging

Leia também: Rastreabilidade aplicada em Embalagens Inteligentes!

Vale destacar que não podemos definir iniciativas sustentáveis nas Embalagens Inteligentes pela utilização de materiais biodegradáveis no desenvolvimento da embalagem. Estamos falando sobre englobar a sustentabilidade em todas as etapas da cadeia produtiva possíveis. Para isso, será preciso conhecer, primeiramente, alguns recursos que estão atrelados a essa prática.

O que é Sustentabilidade e Consumo Consciente?

Assim como em outros pilares do Smart Packaging, decerto há tecnologias específicas para ações de sustentabilidade. Primeiramente, para entender sua abrangência é preciso conhecer em qual cenário aplicar os recursos. E, principalmente, os princípios do Consumo Consciente e como ele pode nortear tais iniciativas.

Apesar de muito discutido, a maioria das pessoas associam sustentabilidade com ações de preservação do meio ambiente. A realidade é que este conceito é muito mais amplo. Ele diz respeito a fomentar ações que contemplem três pilares fundamentais: social, econômico e ambiental. E isso significa que uma empresa em conformidade com esse ideal deve atuar de forma a atender beneficamente a essas três frentes.

Dito isso, para saber o que é Consumo Consciente, primeiramente, é preciso entender que o simples ato de consumir tem impactos positivos e negativos, não apenas para quem faz a compra ou quem é o Brand Owner do produto, mas para toda a cadeia produtiva.

Além disso, vale ressaltar que, atualmente, a preocupação do consumidor em checar a real necessidade de adquirir um item é reflexo da conscientização sobre a redução de lixo, conhecimento da origem do produto e processos de fabricação. Hoje, já notamos que essa cobrança sobre práticas conscientes vem do mercado e, principalmente, do próprio usuário.

Processos voltados para esse setor

Um cenário responsável demanda avanços que atendam a essa necessidade. Vimos que o consumo atual é, muitas vezes, pautado pela mensuração dos impactos para a sociedade, economia e meio ambiente na aquisição de determinado produto. Por isso, é fundamental, não apenas considerar este conceito, mas conhecer as tecnologias e iniciativas que já estão em prática em diversas companhias.

Logística Reversa: mais do que distribuir produtos em diversos pontos de venda, o objetivo da Logística Reversa é retornar os materiais da produção para, ou reutilização, ou descarte correto.

Reciclagem: trata-se do processo pelo qual um item – que primeiramente seria descartado – passa para ser reaproveitado em uma nova fase do processo produtivo. Vale destacar que podemos utilizar o insumo gerado no processo de reciclagem, tanto para o desenvolvimento do mesmo item, quanto para a fabricação de outros produtos.

Existem muitas outras tecnologias utilizadas em iniciativas sustentáveis e que abordaremos mais parar frente. Neste momento, o importante é entender o verdadeiro papel da sustentabilidade nas companhias e como ela deve ser vista a partir de agora. 

O SINCPRESS é capaz de combinar as tecnologias mais avançadas nas embalagens para auxiliar o seu negócio a englobar sustentabilidade no processo produtivo e também geri-lo por meio da serialização e rastreabilidade dos produtos produzidos. 

Deseja saber mais a respeito? Entre em contato com a nossa equipe e veja como o Smart Packaging pode alavancar o seu resultado.