O que é serialização de embalagens?

O que é serialização de embalagens?
O que é serialização de embalagens?

O conceito de serialização não é novo, tampouco desconhecido por aqueles que trabalham com a comercialização de produtos. A questão é que, mesmo enfrentando uma realidade onde falsificação já não está restrita apenas a artigos de grife, a adesão a tecnologias que evitam este problema ainda se mostra longe do ideal para o mercado brasileiro.

A cadeia produtiva envolve muitos elos e, principalmente, muitos processos pelos quais, um alimento, produto farmacêutico, cosmético, eletrônicos, etc. passam. Isso significa que, sem um controle adequado deste trajeto end-to-end, há chances de o item ser adulterado entre uma etapa e outra.

Leia também: Rastreabilidade aplicada em Embalagens Inteligentes!

Primeiramente, em alguns cenários isso pode não parecer algo tão grave. De fato, este é o pensamento de muitos negócios. Contudo, se analisarmos a fundo, a situação é crítica. Afinal, a legislação brasileira possui um pilar de regulamentações que incidem nessas atividades. O não cumprimento destes padrões pode, não apenas gerar punições para a empresa responsável, como colocar a saúde dos consumidores em risco. Você consegue imaginar os impactos de uma ocorrência dessa na reputação de uma empresa?

Como funciona a serialização?

Existem diversas razões para comprovar a eficácia da serialização. Agora, para que esta tecnologia ganhe tração e maturidade é preciso, primeiro, entender como ela funciona. Esta é a nossa proposta hoje.

A serialização é um dos recursos utilizados para estratégias de Brand Protection (termo em inglês para Proteção da Marca). Trata-se da inserção de uma codificação, por exemplo uma etiqueta de RFID (Radio Frequency Identity) ou um código impresso serializado para cada produto de uma linha de produção para que o mesmo possa ser rastreado e autenticado. Esta atribuição permite que o item em questão ganhe uma identidade única. Podemos compará-lo a um CPF, no caso da pessoa física.

Sempre que ele passar para uma nova etapa um elo da cadeia recebe todas as informações relevantes do lote. Isso significa que, por meio deste DNA, todos poderão ter um controle automatizado dos processos. Da fabricação até o transporte. Alguns dos dados obtidos a partir deste recurso são:

            – Procedência do item;

            – Controle de estoque;

            – Prevenção de fraudes;

            – Confirmação do padrão de qualidade.

Quais informações são importantes para manter um produto seguro?

A serialização pode ser personalizada de acordo com as necessidades de cada setor. Portanto, para responder a essa pergunta, será preciso investigar quais são os principais problemas que o seu mercado enfrenta – e que só as tecnologias de Brand Protection podem resolver. Com isso claro, basta obter um sistema que opera com dados estratégicos para a tomada de decisão.

Dentre as possibilidades existentes, um sistema de serialização pode oferecer uma descrição detalhada do produto, número do lote, data de validade e fabricação, registro da empresa responsável entre outros tópicos. As possibilidades são variadas.

Este tema é complexo e, portanto, dá abertura para diversos outros artigos que traremos aqui, ao longo das próximas semanas. Neste primeiro momento, tenha em mente que este é um recurso bastante importante para o contexto  atual. Uma vez que, não apenas promove todos os benefícios listados ao longo deste conteúdo, como também agregar valor ainda mais valor ao seu produto, potencializar resultados e, principalmente, consolidar a reputação de uma marca.

O SINCPRESS possui expertise no desenvolvimento de soluções de Brand Protection e Rastreabilidade para grandes empresas. Oferecemos tudo o que tem de mais avançado e moderno para que o seu negócio atue com Smart Packaging. Deseja saber mais a respeito? Entre em contato com a nossa equipe e veja como o Smart Packaging pode alavancar o seu resultado.