Conheça as embalagens inteligentes e como podem ajudar o seu negócio!

O que são embalagens inteligentes?

Mais do que uma tendência, as embalagens inteligentes são uma realidade do mercado global. O fato é que este movimento ocorreu pela influência que o consumo consciente exerce sobre a indústria. Afinal, as mudanças socioeconômicas motivam, quase que diariamente, inovações em serviços e produtos.

Em primeiro lugar, o consumidor quer ter mais informações sobre o que ele vai consumir. Uma pesquisa feita pela Accenture, com consumidores brasileiros, mostrou que 87% deles desejam que as empresas sejam mais transparentes sobre a origem de seus produtos, as condições de trabalho de seus funcionários e a questão de testes em animais.

Há uma forma de atender esta demanda: entregando o produto em uma embalagem inteligente que, além de carregar todas as informações, garante a autenticidade deste mesmo item.

Quer entender como isso é possível? Continue com a gente!

O que são embalagens inteligentes?

Primeiramente, precisamos ter em mente que esse conceito ainda é pouco conhecido e explorado pelas indústrias. No entanto, uma vez compreendido, ele pode trazer grandes benefícios para quem o aplica.

Trata-se de embalagens dotadas de tecnologias que transformam uma embalagem comum/tradicional em uma ‘Smart Packaging’. Estas possuem a finalidade de informar o consumidor e, até, os elos da cadeia produtiva. Com recursos aplicados as embalagens é possível aprimorar o processo de produção, agregar novas funções ao rótulo e, principalmente, torná-lo personalizado.

Leia também: Conheça as principais tecnologias de Embalagens Inteligentes!

Quais as vantagens?

Investir em embalagens inteligentes traz benefícios tanto para a indústria quanto para o consumidor. 

No caso da indústria, por meio do invólucro, é possível imprimir tecnologias que facilitam toda a gestão da cadeia produtiva. Ou seja, todos os elos têm acesso às informações sobre a produção do determinado item.

Isso permite serializá-los e rastreá-los. O resultado disso é um recurso que atua diretamente no combate do comércio ilegal e fraudes. Além disso, reduz significativamente o número de cargas roubadas no trajeto até chegar ao consumidor final.

Por outro lado, as marcas têm a possibilidade de investir em recursos que tornam a experiência do usuário mais imersiva, inovadora e personalizada. Trata-se de uma estratégia para agregar ainda mais valor à marca.

Cases de embalagens inteligentes

Para mostrar o potencial das Embalagens Inteligentes no mercado, podemos citar uma ação da Mondel?z, realizada nos Estados Unidos, com os consumidores fãs dos biscoitos Oreo.

Por meio de uma plataforma on-line, os usuários tiveram a possibilidade de criar a sua própria embalagem de biscoitos. Desta forma, cada um dos participantes recebeu em casa um produto totalmente personalizado com as cores e mensagens escolhidas.

A finalidade da ação promocional era transmitir aos clientes a sensação de que fazem parte do processo criativo do produto que tanto amam. Esse é um exemplo de como usar uma embalagem inteligente para oferecer experiências incríveis ao seu público e, com isso, fortalecer a marca.

Agora, quando o assunto é responsabilidade socioambiental, também há espaço para ‘tecnologias Smart Packaging’. Afinal, tudo indica que a sustentabilidade é um fator decisivo no momento da compra. De acordo com uma pesquisa da Union + Webster, 87% da população brasileira opta por adquirir produtos e serviços de empresas sustentáveis.

Neste caso, uma solução eficiente é o QR Code. Basta capturar o código impresso no invólucro com a câmera do celular para navegar por diversos tipos de conteúdo. Desde a explicação de ações sustentáveis da marca, até dicas de como fazer o descarte correto dos resíduos.

Trata-se de um recurso muito utilizado e que não interfere de maneira significativa no layout da embalagem.

Por meio da serialização dos QR Codes aplicados nas embalagens, torna-se possível também o repasse de informações únicas sobre o produto. Alguns exemplos desses dados são de onde veio a matéria-prima que o compõe, por onde ele passou até chegar a prateleira, quanto tempo este produto ficou na prateleira antes de ser adquirido etc.

Leia também: O que você precisa saber sobre serialização de medicamentos!

Embalagens ativas x Embalagens inteligentes

Já falamos sobre embalagens inteligentes e exemplos práticos de como elas são vantajosas para aprimorar a experiência de consumo. Agora é hora de entender a relação delas com as embalagens ativas.

Uma embalagem ativa é um invólucro feito para influenciar ativamente no produto, ou seja, conta com aditivos que têm a finalidade de:

  • Proteger o produto,
  • Prolongar a vida de exposição na prateleira,
  • Manter propriedades sensoriais, como aparência, aroma, textura etc.,
  • Preservar a qualidade e integridade do produto,
  • Garantia a segurança dos alimentos.

Dito isso, os produtos que mais se encaixam nesse tipo de embalagem são os perecíveis, como frutas, legumes, verduras e carnes. Isso porque estes itens têm uma vida útil consideravelmente reduzida – em torno de cinco dias.

Se envoltos por uma embalagem ativa, os perecíveis podem durar, aproximadamente, dez dias em condições adequadas de consumo. O que, na prática, traz benefícios para o consumidor, que poderá usufruir melhor de suas compras, e para o supermercado, que não perde estoque tão rapidamente.

E qual a relação com as embalagens inteligentes?

Elas são tecnologias interligadas. Isso significa que, enquanto a embalagem ativa protege o produto para que seja consumido em condições ideais, a aplicação de uma solução inteligente informa o cliente se é recomendado ou não o consumir.

E isso acontece por meio de sensores impressos na embalagem que indicam, por exemplo, a temperatura, tempo de consumo e estágio do produto.

Se você busca inovar a experiência do seu cliente, ao passo que transmite segurança sobre o que ele está consumindo, busque um de nossos especialistas. O SINCPRESS oferece consultoria completa e tem amplo conhecimento de tecnologias modernas para o seu negócio.